Alice in Wonderland

Publicado: 24 de abril de 2010 em Filme da Semana

Não vou falar o que todo mundo já sabe: é a versão de Alice no País das Maravilhas de Tim Burton… etc, etc, whatever.

Acabei de assistir o filme em 3D.

Sim senhoras e senhores, fui para estréia, porque esse, eu não queria ninguém no meu pé do ouvido dizendo, “tá muito bom”, “gostei”, “não gostei”… Não, nesse filme não.

O fato é que, pra quem quer saber, o filme tá excelente, tá espetacular, GENIAL… Tá muito bonito, muito bem feito e, na medida do possível, bem fiel ao livro. Antes que venham dizer “como que tá fiel ao livro se o filme se passa 13 anos depois de primeira ida de Alice ao País das Maravilhas?”, eu explico.

Como todos, ou a maioria, já sabem o filme “As aventuras de Alice no País das Maravilhas” da nossa tão amada Disney não é de fato somente o livro, “As aventuras de Alice no País das Maravilhas” e sim uma junção deste com o “Alice no país dos espelhos e o que encontrou por lá”, por isso existem personagens, como o jardim de rosas, que não aparecem no livro, mas estão no filme, pois são do outro livro. Então devemos levar em consideração que no segundo livro Alice volta ao País das Maravilhas, com o nome de País dos espelhos, pois encontra por lá, além de novas criaturas, “velhos amigos” do País das Maravilhas.

Levemos em consideração, também, que Alice de fato existiu. Era uma menininha de 10 anos, na época da criação das história, filha de um amigo de Lewis Carroll, pela qual ele, Lewis Carroll, alimentava um amor platônico. Então, como uma fuga, ele criou um dos contos mais lido e falado dos últimos tempos, como uma forma de tê-la pra si, por isso durante a história Alice aumenta e diminui de tamanho várias vezes, isso representa a vontade de Lewis Carroll de que ela fosse mais velhas, mas acabava se deparando o quanto pequenina ela era.

E por último, além das ilustrações originais estarem bem idênticas ao filme, devemos considerar que Alice, a real, de fato nunca casou, pois preferiu dedicar-se as empresas de seu pai.

Assim fica bem fácil, e menos sem sentido, a visão de Tim Burton de Alice, querendo dá a Lewis Carroll sua tão sonhada Alice adulta, mas que nunca seria sua.

Quanto ao filme, está, como já disse, GENIAL, com um cenário belíssimo, um elenco muito bom e uma história bem diferente e divertida.

Pela primeira vez, em um filme do Tim Burton, quem rouba a cena não é Johnny Depp, e sim Mia Wasikowska, a Alice, que dá um show de interpretação, sutil e simples, mas que marca sua presença.

Não vou me alongar, pois não cabe a mim entregar o filme, mas eu indico e assino em baixo. Vou até ver mais uma vez, dublado pra prestar mais atenção aos detalhes.

Beijos, Queijos, Abraço e Whatever…

Sete.

Anúncios
comentários
  1. Yéssica disse:

    Mia Wasikowska roubou a cena? =p

    Nem… A Rainha Vermelha foi a melhor…

    Aliás, uma das coisas que eu não gostei no filme foi exatamente a Alice. Muito chatinha, bobinha: “ai, é só um sonho…ai, é só um sonho… ai, vou me beliscar, mi mi mi…”
    Além disso, cadê a garotinha maluquinha e cheia de atitude e curiosidade do livro? Porque nesse filme ela simplesmente vai se deixando levar pelo que os outros personagens querem…

    Enfim. Direção de arte linda, concordo. Mas o roteiro falhou… muito bobinho… As piadas eram infantizinhas demais, não parece o humor ácido do Tim. Além disso, esperava algo mais macabro do Tim. Mais psicodélico. Olha que história absurdamente louca ele tinha nas mãos, e deixou o filme tão simples, sei lá…

    Mas eu vi vestígios do Timmy no filme, sim… Aquele lago de cabeças. Muito lindo, burtoniano ^^

    É isso! =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s